O que são collocations e por que elas são tão importantes?

Você conhece a expressão “Me diz com quem andas e te direi quem és”? Pois bem, e se falássemos pra você que essa mesma expressão tem tudo a ver com o aprendizado da língua inglesa? Ficou surpreso? Sim? Então, vamos explicar: 

No inglês, assim como em qualquer outro idioma, podemos encontrar palavras que combinam entre si, que geralmente aparecem juntas. A essas combinações damos o nome de collocations. 

Vamos pensar no português, se ouvirmos alguém dizendo, por exemplo, “Ela tem cabelo amarelo“, acharemos algo estranho ou até mesmo engraçado nessa frase, pois de maneira geral, falaríamos “Ela tem cabelo loiro“. Logo, “cabelo loiro” é um collocation, porque essas palavras se combinam, enquanto “cabelo amarelo” não soa muito bem. Por outro lado, existem outras combinações comuns com a palavra “amarelo“: sorriso amarelo, sinal amarelo, cartão amarelo, amarelo ouro, etc.

Para que fique mais claro, vamos fazer um exercício em português. Complete as seguintes frases com as palavras que estão faltando. Daremos duas opções e às vezes até parecerá que as duas podem estar corretas. Isto é normal, mas uma delas será muito mais comum de ouvirmos ou falarmos:

  1. Choveu _________ ontem à noite.

    ( ) forte      ( ) com força

  2. Que vento _________!

    ( ) forte      ( ) rápido

  3. Ela tem um sotaque ______ pois é descendente de italianos.

    ( ) pesado      ( ) carregado

  4. Ele ________ o braço.

    ( ) quebrou      ( ) partiu

  5. Ele _______ o pão.

    ( ) quebrou      ( ) partiu

Você reparou que foi muito fácil completar as frases e que uma das opções parece soar muito melhor que a outra? E isso mesmo que a segunda opção seja até parecida se pensarmos nas palavras isoladamente. Parece muito natural falarmos choveu forte, vento forte, sotaque carregado, quebrou o braço, partiu o pão. Essas são combinações que fazemos sem pensar em nenhuma espécie de regra gramatical. A mesma coisa acontece em inglês. Veja alguns exemplos e tente completar as frases:

  1. I need to ______ my bed.

    ( ) make      ( ) do

  2. We didn’t _______ our homework.

    ( ) make      ( ) do

  3. What a ________ rain!

    ( ) strong      ( ) heavy

  4. I’ll ______ a test.

    ( ) take        ( ) make

Se você disse I need to make my bed, We didn’t do our homework, What a heavy rain e I’ll take a test você acertou em cheio! 

E aí vem um problema. É bastante comum ouvirmos de alunos a seguinte pergunta:

Mas posso usar “make” no lugar de “do” nessa frase? ou então “Teacher, e se eu disser “strong rain”, tá errado?” 

É claro, são só alguns exemplos, e estas perguntas se repetem.

E a resposta quase sempre é “até pode, mas fica esquisito”. 

E de fato, pense em português, podemos dizer “choveu com força”? Até pode, e até dá pra entender. Mas “choveu forte” não é muito mais comum?

Então, este mesmo pensamento vale para muita coisa do inglês (e de outras línguas!).

Quanto mais combinações sabemos, fica mais fácil na hora de se comunicar. Isso quer dizer que as collocations estão diretamente relacionadas com a fluência. Somos fluentes em português, e conseguimos completar o primeiro exercício com facilidade, sem recorrer a nenhuma regra. Um falante nativo de língua inglesa conseguiria fazer o segundo exercício sem dificuldades.

Por isso que estas combinações são tão importantes, e o estudante de língua inglesa deve se atentar a elas. Quanto mais collocations você souber, menos você se preocupará com regras que muitas vezes mais atrapalham que ajudam, e cada vez mais, vai falar mais rápido e mais perto do inglês falado por nativos. Ou seja, falar inglês de maneira natural.

Então, como aprender collocations?

Estas combinações podem ser difíceis para os não-nativos, porque normalmente, quando aprendemos uma segunda língua, costumamos aprender palavras soltas e um conjunto de regras. Porém as combinações de palavras em uma língua, não são lógicas e nem sempre óbvias. Por isso, ao aprender uma nova palavra em inglês, busque sempre as palavras que combinam com ela. Existem também bons dicionários que já ensinam collocations, inclusive o Oxford Collocations Dictionary que trata exclusivamente disso. Para usá-lo, basta escrever uma palavra nele, e em seguida, ele lhe mostrará várias combinações possíveis com esta palavra.

E acompanhe também o inFlux Blog, pois sempre temos posts ensinando collocations.

Bye for now!

Subscribe
Notify of
guest
2 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Daniel
Daniel
8 dias atrás

No texto acima é afirmado que é muito fácil para o nativo responder. Não foi para mim! Para mim, na 1 e na 3, ambas respostas soam naturais. Dizer que choveu com força pode estar começando a ser menos usual, mas já escutei muito e soa muito natural para mim. O mesmo sobre sotaque carregado e pesado, soam super normais para mim, e eu ainda acrescentaria o “forte” como uma terceira opção. E se tiver um “muito” é muito provável que eu usasse “pesado” em vez de “carregado”.
“Ele tem o sotaque muito pesado ainda.” Então acredito que essa “naturalidade” pode ser um pouco subjetiva.

inFlux
Editor
inFlux
5 dias atrás
Reply to  Daniel

Entendemos o seu ponto de vista Daniel! 😉 Foque na mensagem que é que não devemos aprender palavras soltas. Pode ser que para você soe natural, mas quando pensamos em aprender uma nova língua, é melhor aprender as combinações reais usadas pelos nativos né!?!

Mais lidos

A inFlux garante, em contrato, o domínio rápido do seu inglês.

Este é o nosso Compromisso de Aprendizado com você.

A inFlux garante, em contrato, o domínio rápido do seu inglês.

Este é o nosso Compromisso de Aprendizado com você.

A INFLUX VAI SURPREENDER VOCÊ

Preencha seus dados abaixo que entraremos em contato com você.